Total de visualizações de página

Seguidores

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Como matar sua esposa, de Quine

E aqui temos um grande momento de Como matar sua esposa (How to murder your wife, 1965), de Richard Quine, o mesmo realizador do post anterior que mostra uma belíssima cena de O nono mandamento. O crítico e pesquisador Sérgio Andrade tem razão quando diz que "a câmera descendo pelo corpo da Kim no final da cena é genial!" Quine é um caviar para ser apreciado com cuidado e admiração. Há engenho e arte em suas comédias, e sabe, como poucos, explorar a beleza das mulheres, a exemplo de Kim Novak e , aqui, em How to murder your wife, a graça e o encanto de Virna Lisi a sair, divina, de um bolo gigante para a estupefação de um Jack Lemmon embriagado. Tenho muito de minha formação cinematográfica, devo confessar, neste período do cinema americano no qual havia um refinamento e uma sofisticação indiscutíveis (Charada, de Stanley Donen, Bonequinha de luxo, de Blake Edwards, entre tantas e tantas outras que daria para ficar citando pelo blog adentro). Infelizmente, o caldo cultural contemporâneo está distante de toda essa finesse. Pena!


3 comentários:

Jonga Olivieri disse...

Aí a gente vê como passamos por uma crise cultural brabíssima.
E não paenas no cinema estadunidense. Indo mais longe, não apenas no cinema, mas é um quadro que abrange toda e qualquer manifestação artística.

Sergio Andrade disse...

Realmente, uma cena como essa seria impensável hoje em dia. Que linda a Virna!

André Setaro disse...

Você tem toda razão, Sérgio Andrade. Algo que faz parte de uma outra época, de uma outra cultura, diria.